sábado, 4 de dezembro de 2010

Sonhos.

Quisera eu sonhar os sonhos das crianças.
Sem monstros ou bruxas.Só fadas!
Todas boas! Fada da esperança,da tolerância...
Que os homens dessem as mão calorosamente;
mão de todas as cores.Sem discriminações,nem misérias ou guerras.
Que os políticos abrissem os braços o ano inteiro,não somente na época de eleições.
Que apertassem agradecidos as mãos calejadas daqueles que construíram suas mansões
ou simplesmente plantaram o café e ordenharam o leite do seu pequeno almoço.

2 comentários: